parallax background
Mitologia Nórdica

O universo das Nornas

Fiandeiras do destino da humanidade essas deusas nórdicas detinham a função de controlar o destino de cada criança e dos deuses nórdicos, prevendo-lhes a sorte, o azar e a providência

As Nornas são deusas da mitologia nórdica. A sua função de controlar o destino, a sorte, o azar e a providência, quer dos homens quer dos deuses, e zelar pelo cumprimento e conservação das leis que regem as realidades dos homens, dos Aesires, dos elfos, dos anões, etc...

Diz-se que nasceram da fonte de Urð, fonte da vida, onde cresce o grande freixo Yggdrasill, que guardam. Todas as manhãs fazem chover hidromel sobre suas raízes, para que as folhas permaneçam verdes. São representadas pela virgem, a mãe e a anciã.

Urð (passado) é muito velha e vive olhando para trás, por sobre os ombros. Verðandi (presente) é uma jovem e olha sempre para o presente e finalmente Skuld (futuro), vive encarapuçada e possui um pergaminho fechado sobre seu regaço, que contém os segredos do futuro.

Vivem protegidas por um dos ramos da árvore Yggdrasil, junto a um lago. O clã possuí apenas três integrantes, todas entidades femininas que a saber são: Urd, Werdandi e Skuld.

Em dezembro de 2011, o jornalista e psicanalista Gilberto Rios sonhou com um jogo nórdico de aconselhamento através das Nornas. Este jogo foi desenvolvido por Luciana Gussuli que tomou proporções nas redes sociais onde ela passou a fazer o aconselhamento dos signos nórdicos através deste baralho.

O baralho é todo baseado na mitologia nórdica composto por 43 cartas tendo Yggdrasil como a carta mae. Maiores informações você encontra no baralho nórdico As Nornas.


Como nasceu "As Nornas"

Pode um livro de fato ser tão revelador a ponto de nos obrigar a rever conceitos e modo de viver? Porque um escritor e uma bruxa podem provocar tantas revelações perdidas no universo?

A pesquisa do livro e do oráculo, que obrigou seus realizadores a profundas reflexões e estudos, fora sonhado por Gilberto Rios no dia 13 de dezembro (dia de Santa Luzia) de 2011, guardados a sete chaves.

Em julho de 2016, conheceu a bruxa Luciana Gussuli que desengavetou o sonho do jornalista, dando vida ao projeto. Luciana ao conhecer o oráculo As Nornas um jogo diferente de cartas, logo batizou de Oráculo Nórdico identificando cada Deus Nórdico e o seu significado nas cartas.

Em outubro, estava pronto o baralho e começaram a divulgação na página criada no facebook intitulada As Nornas. Luciana Gussuli começou ali na primeira semana de outubro de 2016 o aconselhamento semanal dos signos nórdicos chamando atenção dos admiradores dos horóscopos e do misticismos, pois o aconselhamento era muito diferente dos praticados por diversos astrólogos caindo de imediato nas graças deste público e de curiosos.

Em dez meses de postagem a página tomou proporções inimagináveis nas redes sociais atingindo a impressionante marca de 20 milhões de acessos com 10 mil seguidores diários e 160 mil nos aconselhamentos semanais dos signos nórdicos.

Mas para a Luciana que desenvolveu o baralho e faz semanalmente o aconselhamento do seu signo no mundo nórdico, faltava a peça mãe do projeto As Nornas que era o livro sonhado e escrito por Gilberto Rios, pois o oráculo havia caído nas graças dos tarôlogos e praticantes em leituras de cartas.

A obra foi concebida dentro de todos os mistérios revelados, sendo toda sua parte física e de conteúdo, inspirados e concebidos após muitos transes e pertencimentos ao que o autor foi submetido.

Não foi um trabalho fácil a concepção de como deveria ser a materialização desta obra mitológica, pois ela, estava cercada de vibrações e acontecimentos reveladores, que chegaram a surpreender o próprio autor, pois aprofundado nas pesquisas, nem se deu conta de que estava dando vida a uma obra de proporções inimagináveis.

Dividido em 5 obras por sugestão de uma grande editora que se interessou pelo material, Gilberto Rios fez a opção pelo vôo solo e lança o seu primeiro volume no portal de vendas Amazon com a previsão do segundo volume ser lançado dia 13 de dezembro.

No primeiro volume As Nornas e O Candelabro Vara Sete, o autor nos trás fatos reais com a fantasia nas terras dos Vikings. É uma viagem sem precedentes que leva o leitor a mirar-se em um mundo de aventuras e revelações das quais jamais se esquecera, sendo todas elas importante para seu fortalecimento como ser humano no seu cotidiano.